Blog Siquim

Brasileira ganha prêmio da Real Sociedade de Química, no Reino Unido

23/04/2018 | Sem categoria

RIO – Uma cientista brasileira se tornou a primeira latino-americana a conquistar o Prêmio Pesquisador Emergente, da Real Sociedade de Química, do Reino Unido. A pesquisadora Márcia Mesko foi escolhida para receber a edição de 2018 do prêmio, que tem como objetivo valorizar os jovens cientistas de todo o mundo.

Márcia tem mestrado e doutorado em Química na Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), no Rio Grande do Sul, e desenvolve pesquisas na área de determinação de elementos, ajudando a encontrar e quantificar elementos, especialmente os metais e os halógenos. Este último grupo, de acordo com a cientista, é pouco estudado por pesquisadores no mundo.

Além de pesquisadora, a cientista é professora do Centro de Ciências Químicas, Farmacêuticas e de Alimentos da Universidade Federal de Pelotas (UFPEL).

A premiação é promovida pelo Jornal de Espetometria Atômica Analítica, uma publicação da Real Sociedade. Entre os critérios avaliados estão a quantidade de publicações, prêmios conquistados, impacto científico da pesquisa em escala global, além de outros fatores que possam destacar a carreira de qualquer pesquisadora com até dez anos de doutorado. Ao portal da UFPel, Márcia valorizou o apoio recebido pelo grupo de pesquisa.

“Ficamos contentes pela distinção do Brasil em relação ao resto do mundo, em especial de uma mulher. Esse é um retorno do trabalho desenvolvido não só para a Universidade, mas para a sociedade”, disse a professora.

Além do prêmio, a professora ganhará 2 mil libras esterlinas (equivalente a R$ 9,5 mil) para participar de um evento científico e divulgar o trabalho desenvolvido. Ela ainda deve ser uma das palestrantes de um encontro sobre espectometria atômica na França, no início do próximo ano.

Fonte: O Globo


Seja o primeiro a comentar.

Adoraria ler seu comentário aqui!

Responderei assim que possível.

Categorias